segunda-feira, 17 de junho de 2024
Campo Grande
22°C

Rádio SOUCG

The Sands of Time | O caos que jogou o remake de Prince of Persia para 2026

Durval Ramos

The Sands of Time | O caos que jogou o remake de Prince of Persia para 2026

Anunciado em 2020, o aguardado remake de Prince of Persia: The Sands of Sands

por muito pouco não se tornou uma daquelas lendas urbanas dos games. Depois de anos de espera, os fãs descobriram que o jogo chegará aos consoles somente em 2026 — e tudo isso com um teaser que não mostra absolutamente nada.

A revelação da Ubisoft
durante seu evento na última segunda-feira (10) é apenas mais um capítulo no conturbado desenvolvimento daquele que deveria ser o retorno triunfal de uma das franquias mais clássicas dos videogames e um ícone na história do estúdio. Afinal, não é de hoje que ouvimos falar das dificuldades que o projeto vem enfrentando.

Problemático desde o início

Na verdade, o próprio anúncio do remake foi algo bastante divisivo. De um lado, os fãs se empolgaram com a possibilidade de revisitar um dos jogos mais queridos de toda a série, um dos melhores lançamentos do PlayStation 2
. Por outro lado, o primeiro trailer divulgado na ocasião gerou mais críticas do que elogios.


Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/podcast/

Na época, a Ubisoft trouxe um trailer relativamente longo, com pouco mais de dois minutos, que recriava o clássico de PS2 com gráficos atualizados. E, embora o PlayStation 5
e o Xbox Series ainda não tivessem sido lançados àquela altura, o visual de The Sands of TIme Remake
era algo que não fazia jus nem mesmo ao PS4 e ao Xbox One
.

Tanto que, nos comentários de vídeo publicado pela própria Ubisoft, muitos usuários faziam piada com isso. “O Príncipe voltou pra era do PS3/ Xbox 360
usando a Adaga do Tempo”, ironiza um fã. “Este remake precisa de um remake”, prevê outro.

Este primeiro conceito de The Sands of Time Remake
estava sendo desenvolvido em uma parceria entre os estúdios da Ubisoft em Mumbai e em Pune, ambos localizados na Índia. E isso foi algo que chamou muito a atenção, já que são braços muito mais de apoio da empresa do que realmente cabeças de grandes projetos.

Tanto que, em seu histórico, elas tinham apenas Assassin’s Creed: Rogue
como principal trabalho — ou seja, um AC
secundário lançado para PS3/Xbox 360 quando a franquia avançou com Unity
para o PS4/Xbox One —, além de ajudarem em alguns Just Dance
. Com Prince of Persia
, eles tinham apoiado a Gameloft
na versão mobile de The Sands of Time
.

Olhando em retrospecto, a impressão que dá é que a Ubisoft não tratava The Sands of Time Remake
como um jogo de destaque em seu portfólio, mas como algo menor para embarcar no saudosismo dos fãs. E foi a empolgação do anúncio que fez com ela começasse a rever um pouco dessa percepção.

Adiamentos e reset

Os primeiros sinais de problemas no remake começaram a aparecer ainda em 2020, embora de forma não tão preocupante. Em dezembro daquele ano, a Ubisoft adiou o lançamento do jogo em dois meses, de janeiro de 2021 para março.

Um atraso aparentemente simples, ainda mais por estarmos falando de um ano de pandemia. Na justificativa apresentada pelo estúdio, eles citam a covid-19 e como as dificuldades apresentadas pela doença fizeram com que a empresa precisasse de mais tempo para polir o game. Até aí, normal.

Só que, em fevereiro daquele ano, o pequeno atraso virou um adiamento por tempo indeterminado — o que disparou todos os sinais de alerta entre os fãs. Estava mais do que claro que as coisas não iam bem com Prince of Persia
.

O anúncio foi feito pela Ubisoft Pune via Twitter
, que apontou aquelas críticas feitas na época do anúncio como principal justificativa. Em resumo, aceitaram que o jogo estava muito aquém do esperado e que, por isso, era preciso de muito mais tempo para entregar a qualidade que The Sands of Time
merecia.

No entanto, isso não parece ter sido o suficiente. Em maio de 2022, a Ubisoft decidiu botar a casa em ordem e tirou o remake das mãos de seus estúdios indianos, passando o novo Prince of Persia
para a Ubisoft Montréal, uma de suas principais divisões em todo o mundo e responsável pela trilogia original no PlayStation 2.

E embora citasse o trabalho feito pelo pessoal de Pune e Mumbai, o novo comunicado era bem claro ao dizer que essa mudança acontecia para rever o escopo do jogo. Em outras palavras, o que a Ubisoft fez foi recomeçar o desenvolvimento do remake do zero, refazendo conceitos e indo muito além de apenas dar uma modernizada no visual do game que todos já conhecem.

É uma medida bastante radical, pois praticamente descarta tudo o que havia sido feito até então. É por isso que The Sands of Time
seguiu sem qualquer novidade ao longo dos últimos dois anos. E é nesse ponto em que nos encontramos agora.

Como está Prince of Persia agora?

Como dito, o mais recente teaser de Prince of Persia: The Sands of Time
não mostra absolutamente nada, sendo apenas um anúncio da data — o ainda longínquo ano de 2026. E, embora não tenha mostrado nada do jogo em si, essa demora diz tanto quanto uma cena de gameplay
.

O fato de termos visto apenas uma vela e a promessa de que o lançamento acontece só daqui a dois anos mostram que a produção do remake segue a passos lentos. Em um comunicado publicado após o Ubisoft Forward, a empresa confirmou que o game entra agora em um estágio total de produção — ou seja, esses últimos dois anos de silêncio serviram apenas para reimaginar o projeto.

No texto, o estúdio cita que a aventura foi refeita do zero para que pudesse capturar a magia do título de 2003. “O game completou sua fase de pré-produção e agora entra em desenvolvimento total com a Ubisoft Toronto, Bucareste, Pune e a E-Studio juntando forças à Ubisoft Montréal”.

Todo esse atraso, curiosamente, criou um timing ainda melhor para o lançamento do remake de The Sands of Time
. Em 2024, a franquia Prince of Persia
comemora 35 anos e, com isso, o novo jogo ganha uma importância que não tinha quando foi anunciado. É uma coroa improvisada, mas que vem bem a calhar para um título tão importante para a Ubisoft e uma geração de fãs.

Leia a matéria no Canaltech
.

Trending no Canaltech:



Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas