sexta-feira, 21 de junho de 2024
Campo Grande
22°C

Rádio SOUCG

  • ThePlus Audio

Por que cientistas estão mandando peixes para o espaço

Danielle Cassita

Por que cientistas estão mandando peixes para o espaço

A estação espacial chinesa Tiangong
recebeu “tripulantes” inusitados. Além dos astronautas da missão Shenzhou-18, o laboratório orbital está abrigando também quatro peixes-zebra, que estão se adaptando ao ambiente espacial enquanto nadam em um ecossistema autossustentável pioneiro.

Foi em 25 de abril que o trio de taikonautas (nome dado aos astronautas chineses) da missão Shenzhou-18, bem como os peixes e algas, foram lançados rumo à estação. Segundo os relatórios dos tripulantes (humanos, vale lembrar), os peixes e as algas estão vivos e em boas condições.

No entanto, Zheng Weibo, pesquisador do Instituto de Física Técnica de Xangai, notou que o comportamento dos peixes mudou. Em um evento realizado em Pequim no fim de maio, ele comentou que, devido à microgravidade
, eles estão nadando em direções invertidas e realizando movimentos rotatórios.


Podcast Porta 101
: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.

Mas, afinal, por que enviar peixes para a órbita da Terra? Bem, para entender, é importante ter em mente que a NASA
e outras agências espaciais estão investigando formas de conduzir missões espaciais de longa duração, que são necessárias para a exploração de destinos ainda mais distantes, como Marte.

Só que a microgravidade experimentada a bordo das estações espaciais não inclui apenas a sensação de ausência de peso: há efeitos nos ossos
, coração
e até no cérebro
. Não é fácil entender estes processos e suas consequências no corpo humano — e é aqui que entram os peixes.

Peixes no espaço

Esta não foi a primeira vez que peixes foram enviados ao espaço. Na década de 1970, dois pequenos peixes-das-salinas viajaram em uma das antigas cápsulas Apollo na missão Skylab 3, missão enviada à Skylab, a primeira estação espacial norte-americana. Já em 2015, peixes-zebra foram usados na Estação Espacial Internacional
para estudos sobre a atrofia muscular na microgravidade.

Os peixes-zebra são ótimos exemplos dos chamados organismos modelo, nome dado a espécies que já foram estudadas profundamente para ajudar os cientistas a entender determinadas características biológicas. Pode até parecer que eles são bastante diferentes de humanos, mas não se engane.

“Na verdade, eles têm alguns dos mesmos grandes órgãos e, em muitos casos, seus corpos geralmente funcionam do mesmo jeito que os nossos até no nível celular”, explicou Aaron van Loon, biólogo da Universidade de Washington. Além disso, os peixes-zebra são pequenos e exigem cuidados simples, e ainda permitem que os cientistas observem seu interior antes mesmo da eclosão dos seus ovos.

E não pense que qualquer peixe pode ir ao espaço. Assim como acontece com astronautas humanos
, os peixes são selecionados cuidadosamente para missões espaciais — e nada mais justo, afinal, eles são fundamentais para a compreensão do que é necessário para manter astronautas seguros e saudáveis durante estadias fora do nosso planeta.

Leia a matéria no Canaltech
.

Trending no Canaltech:

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas