domingo, 21 de julho de 2024
Campo Grande
31°C

Rádio SOUCG

  • ThePlus Audio

Paramount e Max podem se fundir para acirrar disputa com a Netflix

Diandra Guedes

Paramount e Max podem se fundir para acirrar disputa com a Netflix

A Paramount Global está estudando possíveis parceiros para uma fusão, e aposta na Max como um dos principais nomes. A razão para esse movimento é criar um streaming
mais completo e robusto que possa concorrer com grandes marcas como a Netflix
e o Disney
+, que em junho deste ano se fundiu ao Star+.

De acordo com o veículo estadunidense The Verge
, fontes confiáveis revelaram que o CEO da Warner, David Zaslav, mostrou interesse na parceria com a Paramount, e chegou a negociar com Bob Bakish, o CEO da marca, no final de 2023, mas em janeiro deste ano ambos não conseguiram concluir a parceria.

Ao mesmo tempo que mira na Max, a Paramount também olha para uma plataforma de tecnologia
. Quem confirmou isso foi o próprio co-CEO da empresa, Chris McCarthy, em uma reunião com funcionários no dia 25 de junho.“O que eles não têm é nossa escala de conteúdo e, juntos, faremos uma combinação muito poderosa para gerar mais minutos e maiores lucros”, garante.


Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/podcast/

A Paramount busca um parceiro para se fortalecer no mercado do streaming. (Divulgação/Paramount)

Os benefícios da fusão

Se o acordo entre Paramount e Warner Bros
. (responsável pela Max) vingar, poderá significar uma programação mais diversificada e menos motivos para os assinantes cancelarem. Além disso, pode melhorar os resultados financeiros das duas empresas.

Em fevereiro de 2024 as ações da Warner Bros. caíram 10% após a empresa não atingir as metas dos analistas para lucros e receitas. Em 2023 essa queda foi de 47%. Vale lembrar também que o Max tem cerca de 100 milhões de assinantes globais, com 52,7 milhões nos EUA, enquanto o Paramount+ encerrou seu primeiro trimestre de 2024 com 71 milhões de assinantes.

A título de comparação, o último levantamento global da Netflix indicou que a empresa tem 260 milhões de assinantes em todo o mundo. Só em 2023, foram feitas mais 13,1 milhões de assinaturas na plataforma.

O relatório de quotas de mercado de serviços SVOD (Subscription Video on Demand) feito pelo Justwatch com 3.5 milhões de usuários, no segundo trimestre de 2024 também mostra que a Netflix continua na dianteira, mantendo 26% das quotas, o equivalente a soma do Disney+ e Max.

Netflix continua sendo o streaming mais usado pelos brasileiros. (Divulgação/Justwatch)

O futuro dos streamings

Esse movimento da Paramount em buscar um(a) parceiro(a) comercial e econômico corrobora uma teoria que os principais especialistas do mercado de entretenimento defendem; a de que há muitos streamings disponíveis em relação ao público pagante. Há a especulação de que apenas quatro ou cinco plataformas conseguirão se manter, enquanto os outros precisarão ser incorporados às já existentes.

O futuro da Paramount+ ainda é incerto, mas além de tentar uma fusão a marca também pode licenciar alguns de seus conteúdos como a Disney e Warner Bros. tem feito com a Netflix.

Leia a matéria no Canaltech
.

Trending no Canaltech:

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas