sexta-feira, 24 de maio de 2024
Campo Grande
21°C

Rádio SOUCG

O que é febre oropouche? Sintomas e tratamento

Nathan Vieira

O que é febre oropouche? Sintomas e tratamento

A febre oropouche tem sido uma preocupação em toda a América do Sul, e pode atingir pessoas de qualquer idade. Muitas vezes, é confundida com a dengue, por causa dos sintomas e pela transmissão, que acontece através dos mosquitos.

Causada por um arbovírus (vírus transmitido principalmente por artrópodes, como mosquitos, neste caso) do gênero Orthobunyavirus
, a febre oropouche
chegou ao Brasil em 1960. Na época, os cientistas detectaram o vírus nas amostras de sangue de um bicho-preguiça da espécie Bradypus tridactylus na rodovia Belém-Brasília.

A região Amazônica é a principal afetada pela doença. Além disso, casos já foram relatados no Panamá, Argentina, Bolívia, Equador, Peru e Venezuela.


CT no Flipboard
: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.

Sintomas da febre oropouche

Os sintomas da febre oropouche duram de dois dias a uma semana, e não costumam ter sequelas, mesmo nos casos mais graves. Também existem casos em que o sistema nervoso é afetado, principalmente em pacientes e com manifestações hemorrágicas.

Segundo o Ministério da Saúde, a doença pode reaparecer dentro de uma a duas semanas em aproximadamente 60% dos pacientes.

Os principais sintomas da febre oropouche são:

  • Febre de início súbito
  • Dor de cabeça
  • Dor muscular
  • Dor articular
  • Tontura
  • Dor nos olhos
  • Calafrios
  • Fotofobia
  • Náuseas
  • Vômitos também são relatados

Justamente pela semelhança com casos de dengue e chikungunya
, a Saúde diz que é comum aumentarem os relatos de casos de febre oropouche epidemias de dengue.

Vale dizer, ainda, que as pessoas mais afetadas pela doença estão na faixa dos 20 aos 49 anos. Apesar da incidência maior em adultos, crianças pequenas (com menos de 10 anos) e idosos também configuram casos da febre oropouche no Brasil, porém em menor proporção.

Tratamento para febre oropouche

O diagnóstico pode ser feito por exame PCR, mas por enquanto, não existe um tratamento específico para a febre oropouche.

Assim, normalmente os médicos prescrevem remédios que possam aliviar os sintomas, e indicam repouso e muita hidratação.

Vale lembrar que após ser picada por um mosquito portador do vírus, uma pessoa pode levar de 3 a 8 dias até começar a sentir os sintomas da doença. Esse é o tempo que o vírus leva para se multiplicar no corpo e causar os primeiros sinais de que a pessoa está doente.

Como a febre oropouche é transmitida

A transmissão da Febre Oropouche é feita principalmente por mosquitos. O Ministério da Saúde menciona dois tipos de ciclos de transmissão da doença: o ciclo silvestre e o ciclo urbano.

No caso do ciclo silvestre, os principais hospedeiros são animais como bichos-preguiça e macacos, e o mosquito Culicoides paraenses
é considerado o principal transmissor.

Já no ciclo urbano, os humanos são os principais hospedeiros. No caso, o mosquito Culicoides paraenses
também é o principal responsável pela transmissão, mas também pode acontecer da doença ser transmitida pelo mosquito Culex quinquefasciatus
.

A boa notícia é que, pelo menos até o momento, não há evidência de que a febre oropouche seja transmitida de pessoa pessoa.

Leia a matéria no Canaltech
.

Trending no Canaltech:

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas