terça-feira, 28 de maio de 2024
Campo Grande
11°C

Rádio SOUCG

Intel encerra GPUs Ponte Vecchio para supercomputação

Felipe Vidal

Intel encerra GPUs Ponte Vecchio para supercomputação

Revelada em 2019 como uma das maiores inovações da Intel
no mundo das placas de vídeo para HPCs
, as super GPUs Ponte Vecchio serão descontinuadas pelo time azul. Apesar do alto poder de processamento e características únicas, a Intel agora foca seus esforços no desenvolvimento ativo da próxima linha de placas gráficas Falcon Shores.

Em um comunicado ao site ServeTheHome, a Intel confirmou que não fabricará mais agrupamentos da Ponte Vecchio e venderá apenas os modelos já disponíveis. A ideia da companhia é continuar trabalhando em mais modelos com a arquitetura Intel Xe
, com ênfase na geração Falcon Shores no futuro.

“Desde a semana passada, a Intel Ponte Vecchio entrou em uma nova fase. Em vez de desenvolver novos agrupamentos, os modelos serão vendidos e organizados em agrupamentos já existentes. De mesmo modo, a arquitetura Intel Xe é importante para a companhia, portanto a Intel continuará desenvolvendo o software por trás do Intel Xe ao passo que nos movemos para a [geração] Falcon Shores, possivelmente no próximo ano”, revela a nota da Intel enviada ao ServeTheHome.


CT no Flipboard
: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.

Desenvolvida para supercomputação em exoescala, a Ponte Vecchio foi um dos primeiros produtos da Intel a trabalhar em uma linguagem de tiles elaborada, que culminaria mais tarde na tecnologia Intel Foveros
usada na geração de processadores Meteor Lake
. A Vecchio, por sua vez, trabalha com 47 camadas em um único pacote de chip, empilhando núcleos Xe, conexões EMIB e memórias HBM.

Com tanto poder em processamento, a Ponte Vecchio teve seu auge no supercomputador Aurora, que opera no Laboratório Nacional de Argonne, e é a máquina mais rápida do mundo para IA
. No entanto, apesar do desempenho, é a AMD
quem detém o posto de supercomputador mais veloz com o Frontier, equipado com GPUs Radeon Instinct MI250X
.

Esperada para 2025, a geração Falcon Shore ainda não teve tantos detalhes revelados
, mas deve unir tecnologias já existentes das poderosas Gaudi
e recursos futuros da divisão HPC da companhia.

Leia a matéria no Canaltech
.

Trending no Canaltech:

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas