quinta-feira, 23 de maio de 2024
Campo Grande
29°C

Rádio SOUCG

Google Chrome terá IA Gemini Nano embutida na versão de desktop

Guilherme Haas

Google Chrome terá IA Gemini Nano embutida na versão de desktop

O navegador Google
Chrome para desktop vai receber integração nativa do modelo Gemini Nano para oferecer recursos e soluções de IA. A Big Tech anunciou, durante o evento Google I/O 2024, que a novidade chega ao navegador na versão 126 e poderá ser usada para gerar textos, escrever posts para redes sociais ou resumir avaliações de produtos na web.

O Gemini Nano é a versão mais leve do modelo de linguagem
de larga escala apresentando pelo Google no ano passado. Inicialmente o Germini Nano chegou integrado ao modelo Pixel 8 Pro
, e posteriormente também no Pixel 8
.

Gemini Nano no Chrome

Para incluir o modelo de linguagem de forma nativa no navegador, o Google realizou otimizações para que o Gemini possa ser executado com rapidez na versão desktop do Chrome.


Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram
e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Ao contrário de outras abordagens que são baseadas em serviços de IA na nuvem, o Gemini Nano funcionará localmente nos aparelhos das pessoas. Segundo a companhia, isso permitirá que os desenvolvedores usem o modelo no dispositivo para potencializar seus próprios recursos de IA.

Além disso, recursos existentes — como a ferramenta “ajude-me a escrever” do Workspace Lab no Gmail — serão aprimorados com a capacidade de processamento do Gemini Nano no Chrome.

O diretor de gerenciamento de produtos do Chrome, Jon Dahlke, falou que os avanços em tecnologias web, como WebGPU e WebAssembly (WASM), tornaram possível a execução desses modelos de IA de forma eficiente nos computadores. Dahlke também sugeriu colaborações com outros fornecedores de navegadores para habilitar essa solução ou ferramentas semelhantes em seus produtos.

Além dos recursos voltados para o público, o Google planeja integrar o Gemini Nano também ao Chrome DevTools, para permitir que desenvolvedores utilizem a IA na execução de tarefas como fornecer explicações sobre mensagens de erro e sugerir correções para problemas de codificação.

Leia a matéria no Canaltech
.

Trending no Canaltech:

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas