segunda-feira, 17 de junho de 2024
Campo Grande
20°C

Rádio SOUCG

DisplayPort ou HDMI | Qual delas usar e em qual situação?

Vinícius Moschen

DisplayPort ou HDMI | Qual delas usar e em qual situação?

Entre as conexões mais comuns para passagem de áudio e vídeo estão as portas DisplayPort e HDMI, que muitas vezes podem até ser confundidas entre si. Mesmo que sejam relativamente parecidas visualmente, elas podem cumprir funções bastante diferentes para determinados casos.

Em geral, é possível afirmar que a maior vantagem do cabo HDMI
é a sua versatilidade, já que ele pode ser usado para conectar praticamente qualquer dispositivo atual com tela. Já as diferenças do DisplayPort
incluem o maior suporte para monitores avançados, com foco em produtividade ou entretenimento com jogos.

DisplayPort e HDMI: resolução e taxa de atualização

Para entender melhor quais as principais diferenças entre o DisplayPort e o HDMI, é preciso considerar as suas especificações técnicas.


Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram
e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Anunciado em 2019, o DisplayPort 2.0 pode entregar taxas de atualização superiores a 380 Hz em telas de resolução Full HD. Além disso, também é possível obter 240 Hz em 4K, e 60 Hz em 8K.

Portanto, a maior vantagem neste caso é a possibilidade de obtenção de taxas de atualização extremas em resolução 1080p, o que entregará uma experiência de jogo aprimorada
em painéis menores de 32 polegadas — onde essa resolução ainda é amplamente usada. Isso pode ser útil para gamers avançados, que precisam da maior fluidez possível para ter sucesso em partidas competitivas.

Por meio de uma tecnologia
de compressão de dados chamada de DSC, o DisplayPort 2.0 ainda oferece suporte para a grande resolução de 15.360 x 8.640 pixels (16K), mantendo as taxas de atualização a 60 Hz. Essa também pode ser uma vantagem para quem tem um monitor de tanta resolução, o que não é muito comum.

O HDMI não fica tão atrás em termos de especificações, especialmente em sua versão mais recente HDMI 2.1
. Afinal, ele entrega até 240 Hz em 1080p, 120 Hz em 4K, ou 60 Hz na resolução 8K.

Ou seja, tanto DisplayPort quanto HDMI são capazes de oferecer experiências bastante avançadas de vídeo, desde que o restante do equipamento (placas de vídeo, processador, etc.) forneça as condições para isso. A vantagem do DisplayPort se apresenta apenas para aquelas pessoas que exigem o máximo de suas máquinas
, especialmente caso seja necessário superar os 120 Hz em 4K.

No entanto, existe uma vantagem para o DisplayPort que se apresenta de forma mais clara em usos mais tradicionais, especialmente em termos de produtividade. Trata-se da possibilidade de usar mais de um monitor com um único cabo ligado ao PC, algo que o HDMI não faz.

Desta forma, é possível montar setups com as seguintes configurações:

  • Dois monitores com resolução 8K (7.680 × 4.320 pixels) e 120 Hz, ou com resolução 4K (3.840 x 2.160 pixels) e 144 Hz
  • Três monitores com resolução 10K (10.240 × 4.320 pixels) e 60 Hz, ou com resolução 4K (3.840 x 2.160 pixels) e 90 Hz

Diferenças entre gerações

Além das versões mais recentes e com maiores capacidades de HDMI e DisplayPort, também podem ser encontradas as variantes mais antigas de ambos os padrões em lojas do varejo nacional. É preciso prestar atenção para não comprar um cabo relativamente antigo que não atenderá às necessidades, especialmente se elas forem mais exigentes.

Abaixo estão as características técnicas resumidas de cada geração do DisplayPort. Fique de olho nas inscrições presentes na embalagem e no anúncio do cabo — caso compre online — antes de efetuar a compra.

Versão do DisplayPort Resolução e taxas de atualização
DisplayPort 1.0/1.1 1080p/144 Hz, 1440p/60 Hz
DisplayPort 1.2 1080p/240 Hz, 1440p/144 Hz, 2160p/60 Hz
DisplayPort 1.3 1080p/360 Hz, 1440p/165 Hz, 2160p/120 Hz, 4320p/60 Hz
DisplayPort 1.4 1080p/380 Hz, 1440p/240 Hz, 2160p/120 Hz, 4320p/60 Hz
DisplayPort 2.0 1080p/380+ Hz, 1440p/360 Hz, 2160p/240 Hz, 4320p/60 Hz

Já as diferenças entre cada versão do HDMI são as seguintes:

Versão do HDMI Resolução e taxas de atualização
HDMI 1.0 1080p/60 Hz
HDMI 1.1/1.2 1080p/60 Hz, 1440p/30 Hz
HDMI 1.3/1.4 1080p/144 Hz, 1440p/75 Hz, 2160p/30 Hz
HDMI 2.0 1080p/240 Hz, 1440p/144 Hz, 2160p/60 Hz, 4320p/30 Hz
HDMI 2.1 1080p/240 Hz, 1440p/240 Hz, 2160p/240 Hz, 4320p/120 Hz

Sincronização de quadros

Outra distinção entre o padrão HDMI e o DisplayPort está na suas tecnologias de sincronização de quadros — ou seja, entre as informações que são renderizadas na placa de vídeo, e o que aparece na tela. A falta de sincronização pode causar efeitos indesejados de imagem, como travamentos e cortes de frames.

O G-Sync, tecnologia de sincronização de quadros da Nvidia
, funciona apenas com cabos DisplayPort conectados a placas de vídeo da empresa. Já o FreeSync, solução rival que funciona com GPUs da AMD
, pode ser usado tanto em conectores HDMI quanto DisplayPort.

Distinções de formato

Além de ser usado em seu formato mais conhecido com 20 pinos e estrutura assimétrica, o formato DisplayPort também compreende mais dois tipos de conectores. O mais popular deles é o conhecido USB-C, que também pode ser usado para transmitir imagens em dispositivos específicos.

Há ainda o chamado Mini DisplayPort, introduzido pela Apple
em 2008 em modelos de MacBook. No entanto, ele não é mais tão utilizado atualmente, já que a Maçã o substituiu aos poucos pelo próprio USB-C.

Por sua vez, o HDMI também traz diferentes tipos de formatos:

  • HDMI padrão:
    o formato mais conhecido, com 19 pinos, tem uma construção simétrica e padronizada para praticamente qualquer tipo de tela vendido atualmente;
  • HDMI mini:
    mantém a construção com 19 pinos, mas é voltado para dispositivos mais compactos, como monitores portáteis e câmeras digitais;
  • HDMI micro:
    também tem 19 pinos, mas em um formato ainda mais compacto. Lembra o padrão micro USB, que era usado em celulares Android mais antigos antes da popularização do USB-C;
  • HDMI Dual Link:
    se diferencia por ser mais largo e ter estrutura com 19 pinos, além de ter uma largura de banda mais alta. Nunca ganhou popularidade, e atualmente não existem dispositivos importantes que usem o formato;
  • HDMI automotivo:
    mantém as características do HDMI padrão, mas se diferencia por ter uma trava que impede a desconexão ou danos causados pelas vibrações do veículo;
  • HDMI com Ethernet:
    tem o mesmo formato do HDMI padrão, mas é capaz de passar sinal de internet. Pode ser útil para fazer com que uma smart TV se torne um hub de conexão para outros itens, como consoles de videogame.

Mas afinal, qual é o melhor?

Em resumo, o DisplayPort só será efetivamente melhor em duas situações: se o objetivo for obter taxas de atualizações extremas em jogos, ou se for necessário simplificar o setup com apenas um cabo para mais de um monitor.

No entanto, é importante lembrar que, em qualquer outra situação, o HDMI fará um trabalho tão bom quanto o DisplayPort, apresentando imagem com alta resolução e taxas de quadros suficientes para grande parte das situações. Como é mais versátil, o padrão ainda pode ser usado em diferentes tipos de produtos sem grandes dores de cabeça, como TVs, monitores e mais.

Leia a matéria no Canaltech
.

Trending no Canaltech:

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas