domingo, 21 de julho de 2024
Campo Grande
31°C

Rádio SOUCG

  • ThePlus Audio

DC Comics finalmente resolve como seu cânone oficial funciona após 86 anos

Claudio Yuge

DC Comics finalmente resolve como seu cânone oficial funciona após 86 anos

O Universo DC pode ser um tanto hostil para novos leitores, devido ao fato de ter passado por vários reboots, muitos dos quais só escorregaram na graxa do que realmente fizeram o papel de atualizar as criações para uma nova geração. Essas reinicializações deixam os fãs confusos sobre o que “está valendo” ou não no cânone atual. Para tentar amenizar esse problema, a DC Comics tem definido melhor suas regras narrativas por meio do título mensal Outsiders
, 86 anos depois do nascimento desses mundos ficcionais.


Atenção para spoilers de Outsiders #9!

Em uma prévia de Outsiders #9
, a personagem Baterista, que “conversa” com cidade”, leva o grupo para “a Cidade Perdida do Cânone”, representada por uma arma gigante. O herói diz aos Renegados que seu universo segue regras “narrativas”. Certos conceitos, lugares e pessoas ecoam repetidamente ao longo da criação.


Entre no Canal do WhatsApp do Canaltech
e fique por dentro das últimas notícias sobre tecnologia, lançamentos, dicas e tutoriais incríveis.

Ao longo dos anos, outros títulos da DC adotaram uma abordagem metatextual semelhante ao cânone e à continuidade. Na famosa fase de Grant Morrison pelo título Homem-Animal, a trama assumiu uma odisséia psicodélica pelos cantos esquecidos do Universo DC, onde o herói encontrou personagens cuja história foi apagada em eventos como Crise nas Infinitas Terras
.

DC Comics tem resolvido problemas de continuidade e escassez de detalhes sobre o fundionamento de seu universo na revista Outsiders (Imagem: Reprodução/DC Comics)

Esses heróis foram relegados ao “Limbo”, que foi atualizado para o nova versão. Uma edição anterior de Outsiders
introduziu uma nova versão do Limbo, onde personagens atualmente não usados poderiam ir.

Outsiders #9
também revelou a existência de duas cidades: uma construída sobre ordem e legado e outra sobre inovação e caos. Estas duas cidades representam os lados no debate contínuo sobre cânone/continuidade. Alguns argumentam que os personagens clássicos se afastaram das intenções originais de seus criadores, enquanto outros afirmam que esses ícones devem mudar com o tempo.

Leia a matéria no Canaltech
.

Trending no Canaltech:

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas