quinta-feira, 20 de junho de 2024
Campo Grande
20°C

Rádio SOUCG

  • ThePlus Audio

Bebê Rena | Mulher que inspirou a série processa a Netflix em US$ 170 milhões

André Mello

Bebê Rena | Mulher que inspirou a série processa a Netflix em US$ 170 milhões

Fiona Harvey, mulher escocesa que teria sido a inspiração para a personagem Martha na série
Bebê Rena

, está processando a Netflix e o criador do seriado, Richard Gadd
. De acordo com os advogados de Harvey, a minissérie mentiu sobre os acontecimentos reais, arruinando a sua reputação, e agora ela exige pelo menos US$ 170 milhões no processo.

Os advogados afirmam que a Netflix
contou “mentiras brutais” sobre sua cliente para 50 milhões de pessoas ao redor do mundo, como ela ter sido condenada duas vezes por stalking e passado cinco anos na prisão, além de ter abusado sexualmente de Gadd. “Os acusados contaram essas mentiras e nunca pararam, porque era uma história melhor que a verdade, e boas histórias dão dinheiro”, disseram os advogados no processo.

Na ação movida por Fiona Harvey, seus advogados afirmam que a conduta da Netflix e de Gadd destruíram sua reputação, seu caráter e sua vida.


CT no Flipboard
: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.

Bebê Rena
, série que estreou na Netflix em 11 de abril, é baseada em peça criada por Gadd, que mudou nomes e alguns acontecimentos pela dramaticidade. No começo do primeiro episódio do seriado, é informado que aquela é uma história real.

A série conta a história de Donny Dunn, um bartender que deseja se tornar comediante, mas que acaba sendo vítima de uma stalker chamada Martha, que começa a persegui-lo com milhares de mensagens e ameaçar a sua família e namorada.

Encontrada pela internet

Durante o lançamento da série, Gadd afirmou ter mudado as informações que pudessem identificar a “Martha” da vida real, mas em poucas semanas, a internet conseguiu encontrar Fiona através de mensagens antigas nas redes sociais do ator e roteirista, inclusive usando as mesmas frases da adaptação da Netflix. Vários notaram as semelhanças físicas de Fiona Harvey com a atriz Jessica Gunning, além de ter histórico de stalking como a personagem da série.

Logo após a estreia da série e da revelação da “Martha da vida real”, Harvey deu uma entrevista no canal de internet do apresentador Piers Morgan, onde afirmou ser a verdadeira vítima, negando várias das informações passadas na adaptação. Na entrevista, a mulher afirmou que estava considerando entrar com um processo contra Gadd e a Netflix.

Logo após sua participação no programa, Piers Morgan convidou a primeira vítima de Harvey, que disse que a escocesa é uma mulher perigosa, o que talvez seja um depoimento importante caso o processo continue.

De acordo com a ação, a Netflix não fez absolutamente nada para confirmar se a história de Bebê Rena
era verdadeira antes de começar a produção. A empresa e Richard Gadd ainda não se pronunciaram sobre o assunto.

Leia a matéria no Canaltech
.

Trending no Canaltech:

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas