sábado, 20 de julho de 2024
Campo Grande
20°C

Rádio SOUCG

  • ThePlus Audio

Após mais de um ano, tripulação está prestes a deixar simulação de vida em Marte

Danielle Cassita

Após mais de um ano, tripulação está prestes a deixar simulação de vida em Marte

Os primeiros voluntários a viver mais de um ano em um habitat da NASA
vão sair das instalações no sábado (6). Após 378 dias, a tripulação composta por Kelly Haston, Anca Selariu, Ross Brockwell e Nathan Jones vai deixar Mars Dune Alpha
, uma estrutura da NASA que imita de forma realística o ambiente em Marte — só que na Terra!

A NASA destacou o marco em uma publicação no X, o antigo Twitter
. “A tripulação 1 da missão CHAPEA comemorou 1 ano em um habitat marciano simulado no Centro Johnson
”, escreveram.

Segundo a agência espacial, as pesquisas desta e de outras missões ajudam os cientistas a entender melhor como os astronautas vão viver e trabalhar em segurança no espaço profundo.


Siga o Canaltech no Twitter
e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.

Os dados obtidos durante a CHAPEA (sigla de Crew Health and Performance Exploration Analog) vão ajudar a NASA a trabalhar no programa Artemis, que vai levar os próximos astronautas para a Lua. Futuramente, os aprendizados do programa vão ajudar no envio de missões tripuladas a Marte.

Mars Dune Alpha, da missão CHAPEA, é um ambiente que mede 160 metros quadrados e tem instalações feitas por impressão 3D.

Ali, há banheiros, uma fazenda vertical, um espaço voltado para cuidados médicos, relaxamento e estações de trabalho. Eles entraram lá em 25 de junho de 2023, e passaram o último ano trabalhando em diversas operações que fariam parte de uma missão tripulada no Planeta Vermelho
.

Entre elas, estão caminhadas em condições que simulam a gravidade marciana, cultivo e coleta de vegetais, manutenção de equipamentos e mais. Aliás, a simulação inclui até os atrasos na comunicação entre Marte e a Terra, causados pela distância entre os planetas.

Leia a matéria no Canaltech
.

Trending no Canaltech:



Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas