sexta-feira, 21 de junho de 2024
Campo Grande
22°C

Rádio SOUCG

  • ThePlus Audio

Chapadão do Sul registra primeiro óbito de criança por dengue em 2024

Nesta quarta-feira 05 de junho, o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado e Saúde de Mato Grosso do Sul confirmou, duas mortes por dengue no município de Chapadão do Sul, em um intervalo de noventa dias. Entre as vítimas, está uma criança, menina de 08 anos, sem comorbidades. O segundo caso foi de um homem de 38 anos, portador de hipertensão arterial e esplenectomia (retirada cirúrgica do baço).

De acordo com a informação do boletim, no dia 25 de maio a criança teve início dos sintomas da doença e dois dias depois veio a óbito, ela não possuía nenhuma comorbidade. Mas a confirmação para causa da morte foi por dengue confirmada somente nesta terça-feira (04).

As outras duas mortes causadas pela dengue, foi de uma idosa de 81 anos, que aconteceu no dia 07 de fevereiro e a outra de um homem de 38 anos também no último dia 27 de maio.

Chapadão do Sul continua sendo a cidade com mais casos de Dengue confirmadas no Estado, até esta quarta-feira são 1537 casos confirmados.

A Secretaria de Saúde de Chapadão do Sul, está intensificando as campanhas de prevenção e promovendo a vacinação contra a dengue, em crianças, uma tentativa de conter o avanço da doença. Apesar dos esforços, a adesão à vacinação ainda é baixa: Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, de Chapadão do Sul, apenas 23,22% do público-alvo foi imunizado, o que equivale a 542 crianças e adolescentes de um total previsto de 2.334.

Segundo o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, divulgado nesta quarta-feira (05), o município de Chapadão do Sul ocupa a quarta posição em incidência da dengue, o que aumenta a preocupação das autoridades de saúde. A vacina contra a dengue, disponível no mercado desde julho de 2023, já era comercializada em consultórios particulares e agora é oferecida gratuitamente nas unidades de saúde dos municípios.

A Secretária de Saúde, de Chapadão do Sul, Karla Viviane, em entrevista para a TV Web Jovemsulnews e TV Eduativa, orienta os pais a vacinarem seus filhos o quanto antes e a intensificarem os cuidados para evitar a proliferação do mosquito aedes aegypti, transmissor da doença.

A dengue é uma doença infecciosa febril aguda que pode progredir para quadros graves. Até o momento, não existe um medicamento específico para o seu tratamento.

As autoridades destacam, ainda, a importância da participação da comunidade nas ações preventivas, como a eliminação de focos do mosquito e o uso de repelentes, para proteger a população e evitar novos casos.

Veja a matéria produzida com a Secretaria de Saúde para o Jornal da Educativa da TVE/MS e JS TV Web.

Fonte: Jovemsulnews (Rafael Ferreira)

É permitida a reprodução ou divulgação, em outros órgãos de comunicação, de notícias ou artigos publicados nesta website, desde que expressamente citada a fonte, ficando aquele que desatender a esta determinação sujeito às sanções previstas na Lei nº 5.259/1967 (Lei de Imprensa)

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas