sábado, 18 de maio de 2024
Campo Grande
20°C

Rádio SOUCG

Conhecimento e Sensibilidade: Kátia celebra 1º ano na Ouvidoria com orgulho do projeto que aproxima a Agência do cidadão

Na Agência Estadual de Regulação (AGEMS), o usuário conta com a delicadeza e o conhecimento técnico da atendente Kátia Maria de Oliveira Freitas ao procurar a Ouvidoria para registrar algum problema que teve com um serviço, ou apenas buscar informações.

Pedagoga com especialização em Educação Especial e Inclusiva e com formação de Gestão em Pedagogia, Katia há um ano integra a equipe que é a linha de frente no contato direto com o cidadão. É a Ouvidoria que recebe a chamada do usuário, seja por telefone, canais digitais e em ações presenciais para acolher as demandas, esclarecer dúvidas, levar orientações.

A experiência de trabalhar na Agência foi um divisor de águas na minha caminhada profissional. É um trabalho dinâmico, que nos leva à busca do conhecimento constante.

Participei e participo de cursos periodicamente para conhecer as leis e decretos que amparam e regulamentam os serviços públicos e que possam auxiliar nas mediações de conflitos entre usuários e empresas.

Nas ações da AGEMS, eu tenho a oportunidade de conhecer a realidade dos usuários, seus anseios e dificuldade e buscar constantemente a melhoria da qualidade nos serviços prestados.

 Kátia tem 25 anos de serviços prestados ao setor público, na Secretaria de Estado de Fazenda, em atendimento aos contribuintes na arrecadação de ICMS, Coordenadoria de Fiscalização e Agência Fazendária de Campo Grande. Começou 1998, na antiga Lotesul, em uma época em que o governo do estado tinha uma campanha de Disk Nota, para incentivar os contribuintes a pedir a nota fiscal.

Katia Maria, à época em que trabalhava na Secretaria de Fazenda

Trabalhou na Coordenadoria de Fiscalização, com montagem e análise de processos em atendimentos aos setores de arrecadação de Comércio, Indústria e Agropecuária, Importação e exportação, e grandes empresas. Na Agenfa, desempenhou a função de atender presencialmente os contribuintes na emissão e arrecadação de ICMS.

Em maio de 2023 iniciei minha trajetória na AGEMS, no atendimento das demandas dos usuários referente aos serviços regulados e na execução do projeto “AGEMS Perto de Você”, levando à a população o conhecimento dos nossos canais de atendimento e na busca pela qualidade de serviços prestados.

 Para ela, a Agência tem papel fundamental na vida do cidadão, porque os serviços estão presentes no dia a dia das pessoas.  

O “AGEMS Perto de Você” leva aos usuários esse conhecimento de que eles têm um amparo e a quem recorrer caso esse serviço não esteja a contento. Acredito que a Agência desenvolve o papel de garantir a qualidade dos serviços, e com os projetos que executamos, levamos até a população a visibilidade da Agência, que muitos ainda não conheciam.

 Desafios e referência

 Em 12 meses na regulação, Kátia considera que existe um desfio diário de evoluir e se aperfeiçoar.

Hoje tenho mais segurança na capacidade de desenvolver o meu trabalho, e agradeço à Direção, à minha chefia imediata e aos colegas de setor e de toda a agência, que através do trabalho colaborativo acreditaram na minha capacidade de conseguir.

Sou casada e mãe de três filhos, e ser mulher, para mim, é acumular funções. Para que possamos desempenhar o nosso trabalho, nós lidamos com a administração da casa e dos filhos.

Tenho ao meu lado uma família que me apoia, me ajuda e que vibra com as minhas conquistas profissionais. Isso serve como referência para eles. Quando tenho oportunidade mostro para eles o que eu faço e a importância de estudar e buscar o conhecimento.

 AGEMS hoje, AGEMS do futuro

 Acompanhando de perto a evolução da Agência, a profissional destaca o orgulho de ver resultados como as premiações nacionais em regulação e as inovações em projetos de regulação – como a que está sendo feita no transporte de passageiros.

Projetos revolucionários são pensados e realizados pelos setores da AGEMS, trazendo visibilidade e compromisso público com o meio ambiente e a sustentabilidade. A busca por novas iniciativas e a concretização dos projetos elaborados fazem com que a AGEMS não pare de inovar.

 

 

 

 

 

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas