domingo, 21 de julho de 2024
Campo Grande
29°C

Rádio SOUCG

  • ThePlus Audio

STJD pede punição para Textor e atletas do MS estaria sob suspeita

Presidente da SAF Botafogo poder ser punido pelo STJD por acussações (foto-ge)

O site @geglobo descobriu os nomes de jogadores e árbitros que John Textor acusou estarem envolvidos em manipulação no futebol brasileiro. No seu site, o STJD riscou os nomes, mas o GE conseguiu descobrir usando a opção de “copiar e colar”. Mas nesta sexta-feira, o auditor Mauro Marcelo de Lima e Silva, do STJD, pediu que o dono da SAF do Botafogo, John Textor, seja suspenso por seis anos e multado em R$ 2 milhões pelas frases sobre manipulação no futebol brasileiro. No relatório divulgado no site oficial do tribunal, os nomes de jogadores e árbitros acusados pelo empresário americano estão cobertos, mas é possível vê-los ao copiar e colar o texto

Em abril, John Textor afirmou, sem mostrar provas, que cinco jogadores do São Paulo manipularam uma goleada sofrida por 5 a 0 para o Palmeiras no Brasileirão de 2023. Entre esses atletas estaria o campograndense Diego Costa, que atua no time paulista há anos.

Zagueiro campo-grandense está fortalecido no time paulista (foto-acs)

Além disso, ele citou que quatro jogadores do Fortaleza “excederam limites que estabeleceriam evidências claras e convincentes de manipulação de jogos” em uma derrota para o Verdão em 2022. O documento do STJD divulga os nomes dos atletas.

Jogadores do Fortaleza acusados sem provas por Textor

Juninho Capixaba (hoje no Red Bull Bragantino)

  • Tinga
  • Marcelo Benevenuto (hoje no Coritiba)
  • Fernando Miguel (hoje no Ceará)

Jogadores do São Paulo acusados sem provas por Textor

+  Diego Costa

  • Rafinha
  • Gabriel Neves (hoje no Independiente)
  • Beraldo (hoje no PSG)
  • Caio Paulista (hoje no Palmeiras)As acusações de Textor aos jogadores de Fortaleza e São Paulo foram feitas com base em relatórios gerados por inteligência artificial. Nesta sexta-feira, o STJD afirmou que “John Charles Textor contratou os serviços da empresa “Good Game”, a pretexto de forjar pretensas provas acerca de falsas manipulações de partidas, em prejuízo dos direitos das pessoas físicas e jurídicas injustamente por ele acusadas”.

    Com geesporte.com

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas