quinta-feira, 23 de maio de 2024
Campo Grande
29°C

Rádio SOUCG

Thielly Lohane apresenta espetáculo “Uma Saudação a Mariah Carey”

A cantora paraibana, conhecida por cantar nas ruas da Paraíba, se destaca pela forte potência vocal que já ecoou em grandes palcos, como do programa “Canta Comigo”, da TV Record; do Festival de Verão de Salvador e do Rock in Rio. Agora é a vez do Rio de Janeiro receber, novamente, o talento da artista, que confirma na capital carioca mais uma edição do espetáculo “Uma Saudação à Mariah Carey”.

As apresentações serão realizadas nos 16, 24 e 25 de maio, no Teatro Claro Rio (Copacabana), no Teatro Bangu Shopping (Bangu), e na Sala Nelson Pereira dos Santos (Niterói), respectivamente. “É uma responsabilidade gigantesca, primeiro porque a Mariah é um ícone, literalmente um ícone, da indústria musical, tanto em termos de músicas, hits, quanto na extensão vocal dela e a forma como canta. Então pra mim, foi um desafio gigantesco, porque Mariah, só tem ela”, confessa Thielly.

“Eu procuro interpretar músicas no tom original, porque acho que é muito o que o público espera. Mas apesar disso, é impossível a gente não se empolgar. Muitas canções dela marcaram momentos que se tornaram inesquecíveis na minha vida e me trouxeram muitas lições, então é claro que às vezes sai uma gíria, uma brincadeira e acaba sendo uma troca muito gostosa com o público”, completa.

Com texto e direção geral de Rafael Mello, o espetáculo conta ainda com músicos ao vivo e promete conduzir o público a uma jornada inspiradora, comovente e emocionante, pela vida e carreira de Mariah Carey. “O roteiro está baseado na trajetória profissional da artista americana, desde o primeiro álbum, em 1990, passando também por momentos marcantes como o filme Glitter, lançado em 2001 e até uma homenagem ao título que ela conquistou de ‘Rainha do Natal”, explica o diretor.

Além do Rio de Janeiro, o musical também passará por outros estados brasileiros, e já tem datas confirmadas como 12 de julho, em São Paulo, e no dia 13 de julho, em Belo Horizonte.

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas