sexta-feira, 19 de abril de 2024
Campo Grande
29°C

Rádio SOUCG

Justiça decide contra Alexandre Correa após empresário expor o filho

Nesta quarta-feira (27), foi divulgado que a Justiça determinou que Alexandre Correa e Ana Hickmann estão proibidos de utilizar a imagem de Alezinho, filho de 10 anos do ex-casal, em meio ao divórcio conturbado. A decisão acontece após o empresário divulgar um vídeo da criança refutando a agressão que a apresentadora afirma ter sofrido do ex-marido. 

A 1ª Vara Criminal e de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, através da juíza Andrea Ribeiro Borges, determinou que Alexandre Correa e Ana Hickmann “devem se abster de publicar informações injuriosas, caluniosas ou difamatórias sobre o outro em redes sociais” e estão proibidos de utilizar a imagem do filho.

Recentemente, Alexandre Correa publicou um vídeo de Alezinho afirmando que a mãe não foi agredida pelo pai. 

“Não houve agressão nenhuma. Eu fiquei presente a briga inteira. Não vi nenhuma agressão. O pessoal que acreditou está errado. Eu comprovei que isso é mentira. Eu estava no dia da briga”, disse o menino.

Em nota, Ana Hickmann condenou a exposição do filho e reforçou que a criança não presenciou a agressão de Alexandre Correa, pois foi retirado antes do local por funcionárias.

“Em busca de manipular o episódio da agressão e prejudicar Ana Hickmann, agredida moral, física e financeiramente por ele, Alexandre submete a criança a constante humilhação pública”, disse a defesa da apresentadora. 

“É importante mencionar também que o Alezinho não estava no momento da agressão física. Isso foi dito pela Ana e pelo próprio Alexandre em entrevistas. Durante a discussão, ele foi retirado da cozinha por funcionárias”, completou.

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas