quinta-feira, 25 de julho de 2024
Campo Grande
29°C

Rádio SOUCG

  • ThePlus Audio

José de Abreu detona Juliano Cazarré por defender 'PL do aborto'

José de Abreu usou suas redes sociais para criticar o ator Juliano Cazarré, por se manifestar em apoio ao projeto de lei (PL) que propõe mudanças nas regras estabelecidas pela Constituição Federal, no que se refere ao aborto em casos específicos, como os de estupro ou quando a gestação apresenta risco de vida para a mulher.

“Reacionário do caralh*. Burro pra cacet3. Cego pela religião que nem entende”, escreveu o ator veterano. “Quando a religião abate a inteligência acontecem esses abortos intelectuais”, acrescentou.

PL 1904/2024 – PL do Aborto

Proposto pelo deputado Sóstenes Cavalcante (PL – RJ), o PL sugere alterações no Código Penal, estabelecendo que o aborto realizado em fetos com mais de 22 semanas seja considerado homicídio simples, com uma pena de 6 a 20 anos para o caso da interrupção provocada.

É importante ressaltar que a legislação brasileira não estabelece um prazo máximo para interromper a gestação de maneira legal.

O aborto é considerado crime no Brasil, no entanto, existem três exceções em que ele pode ser realizado: quando a gravidez é resultado de um estupro, anencefalia fetal, ou seja, má formação do cérebro do feto, ou gravidez que coloca em risco a vida da gestante.

O presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), afirmou à colunista Raquel Landim que o projeto ainda não tem data para ser votado, mas que vai indicar uma “mulher moderada” para relatar o PL do aborto e que será discutido com a bancada feminina. Se aprovado, o texto seguirá para análise do Senado.

Quer ficar por dentro das principais notícias do dia?  Clique aqui e faça parte do nosso canal no WhatsApp.

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas