domingo, 14 de julho de 2024
Campo Grande
10°C

Rádio SOUCG

  • ThePlus Audio

Caso Jeff Machado: Justiça nega pedido de prisão domiciliar a acusado

A juíza Alessandra da Rocha Lima Roidis, da 1ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, negou o pedido de prisão domiciliar para Jeander Vinicius da Silva Braga, um dos acusados pela morte do ator Jeff Machado. Ele esclareceu que precisava estar em casa para cuidar dos três filhos menores de seis anos, mas teve o argumento descartado, uma vez que as crianças permanecem sob os cuidados da mãe.

Desde agosto de 2023, Jeander Vinicius da Silva Braga está preso. O acusado de colocar fim à vida de Jeff Machado apontou ser fundamental para o sustento de sua família. Entretanto, conforme a decisão judicial, essa explicação não é uma justificativa para conseguir o benefício de um acusado de homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.

“Constata-se que o acusado não preenche os requisitos previstos no Código Penal, que trata da conversão de prisão preventiva em domiciliar para cuidado de menores e que restou demonstrado que os filhos do acusado se encontram sob os cuidados da genitora, razão pela qual o réu não apresenta como único cuidador dos menores”, esclareceu a magistrada. A responsável pelo caso ainda pontuou que a substituição da prisão em relação à dificuldade financeira “não se mostra motivação válida e não encontra respaldo legal”.

Em janeiro do ano passado, Jeff Machado foi assassinado no Rio de Janeiro. No dia 22 de maio, o corpo do ator foi encontrado dentro de um baú a dois metros de profundidade e coberto com uma grossa camada de concreto. Um mês depois, a Justiça decretou a prisão de Bruno de Souza Rodrigues e Jeander Vinícius da Silva Braga por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

*Texto de Júlia Wasko

Júlia Wasko é estudante de Jornalismo e encantada por notícias, entretenimento e comunicação. Siga Júlia Wasko no Instagram: @juwasko

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas