terça-feira, 28 de maio de 2024
Campo Grande
11°C

Rádio SOUCG

Às vésperas do Dia das Mães, Cintia Abravanel revela seu lado maternal

No contexto da data festiva, celebramos, além do amor, as heranças culturais transmitidas de geração para geração. Um belo modelo dessa tradição pode ser observado na trajetória da artista plástica paulistana Cintia Abravanel, em que a “criatividade” foi e é um elemento perene, passado com zelo e dedicação.

Na maternidade, a história para Cintia começa nas memórias de infância com sua genitora, Cidinha, aluna da “primeira turma” do curso de decoração, da Pan-americana de Artes (SP). O seu interesse por formas, tons e estética, que aplica hoje em suas telas e instalações, foi inspirado em sua mãe. “Eu me lembro perfeitamente da sensação de poder desenhar com a caneta nanquim dela; de tentar reproduzir os ‘seus traços’ enquanto ela estudava. Sei que o meu estilo dentro do meu ofício veio daí, das influências herdadas de mamãe”, pontuou.

A presença de Cintia no mundo dos talentos teve início antes de mergulhar nas cores e nos pincéis: a primogênita de Silvio Santos, maior apresentador de TV do país, dedicou mais de duas décadas de carreira ao teatro, tornando-se notável como uma das maiores produtoras de peças infantis e atuando como diretora-presidente do Centro Cultural Silvio Santos.

O ambiente repleto de inventividade também moldou a vida de seus herdeiros, Lígia Gomes Abravanel, Vivian Abravanel e Tiago Abravanel, que fez novelas e integrou o casting
fixo da Rede Globo por exatos seis anos. “Os meus três filhos foram praticamente criados em uma coxia; não poderia ser muito diferente. Hoje faço o mesmo com meus netos. Todos têm sua caixa de arte aqui em casa, e sempre tiramos um tempo para brincar juntos”, confidenciou ao site.

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas