terça-feira, 28 de maio de 2024
Campo Grande
10°C

Rádio SOUCG

Com amor e afeto, Dia das Mães é celebrado na AGEMS com homenagens especiais

Nesta sexta-feira, enquanto o mundo se prepara para celebrar o Dia das Mães no próximo domingo, a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul (AGEMS), ganhou um toque especial de amor e afeto. As mães que são servidoras da instituição foram homenageadas com um gesto simbólico, mas carregado de significado de reconhecimento e gratidão.

Diretor- presidente Carlos Alberto de Assis

A iniciativa, que visa prestigiar as servidoras que são mães, reconhece não apenas a dedicação profissional dessas mulheres, mas também sua jornada dupla como mães e profissionais.

“É importante valorizarmos e reconhecermos o esforço diário das nossas servidoras que, além de desempenharem suas funções com excelência, também são mães dedicadas e guerreiras”, destacou o diretor-presidente da AGEMS, Carlos Alberto de Assis.

Reconhecer é se importar

Diretora Rejane Monteiro e servidora Lígia Fernandes

Para Rejane Monteiro, Diretora de Inovação e Relações Institucionais da AGEMS, essa homenagem é uma forma singela, porém significativa, de expressar a gratidão da agência para as servidoras.

“Nós reconhecemos o papel fundamental que as mães desempenham dentro e fora da instituição, e essa é uma maneira de demonstrar o nosso carinho e reconhecimento por tudo o que elas representam”, ressaltou Rejane.

Carinho que aquece o coração

Servidora Venceslada Salazar

Entre as servidoras homenageadas e mãe de dois filhos, Venceslada Salazar, compartilhou seu sentimento de gratidão e felicidade com a iniciativa. “Sou feliz e grata por trabalhar aqui. Esse reconhecimento das mães foi algo lindo de vivenciar. Obrigada, família AGEMS”, expressou a servidora.

A ação não apenas celebrou o Dia das Mães, mas também reforçou o ambiente acolhedor e valorizou o espírito de equipe dentro da AGEMS, evidenciando o respeito e a consideração que a instituição tem por suas servidoras.

 

Publicado por: Bruna Aquino

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas