quinta-feira, 20 de junho de 2024
Campo Grande
20°C

Rádio SOUCG

  • ThePlus Audio

Formação continuada mobiliza 18 mil professores e profissionais da educação da REME

Um dia de formação continuada destinado a 18 mil professores e profissionais da educação da REME (Rede Municipal de Ensino de Campo Grande) mobilizou as 205 unidades escolares nesta quarta-feira (5).

As formações continuadas são agendadas no calendário escolar durante todo o ano letivo. São quatro formações anuais, com a participação de todas as 205 escolas. Trata-se de um dia de parada pedagógica, no qual a trilha formativa é oferecida às escolas com temáticas voltadas para os professores.

Segundo a superintendente de Políticas Educacionais da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), Ana Dorsa, o objetivo da formação é refletir sobre o trabalho pedagógico. “O trabalho desenvolvido é refletir, reorganizar e repensar o processo educativo nas nossas instituições escolares”.

Silvia Alessandra Soares Martins, é diretora-adjunta da Escola Municipal Consulesa Margarida Maksoud Trad, uma unidade com cerca de 1.400 alunos atendendo do grupo 4 ao 9º ano, além da EJA (Escola de Jovens e Adultos). “A trilha informativa promove a socialização entre alunos e coordenadores para um atendimento melhor. Cerca de 200 professores passaram pela formação nos períodos matutino e vespertino”.

Professora da mesma unidade desde 2008, Lucimar Prado Martins, que leciona no Ensino Fundamental 1, afirma sobre as reflexões da formação. “A formação é muito pertinente porque é um momento em que paramos nossa prática para repensar. Nesse momento de troca, podemos refletir e aprender com o outro, além das novas ideias que são trazidas na formação”.

Conforme a diretora da Escola Municipal Professor Vanderlei Rosa de Oliveira, Lucilene Fernandes, a formação continuada foi dividida por anos e por eixos, como a educação infantil, primeiro, segundo, terceiro e quarto anos, e do quinto ao nono ano. “Pensamos dessa forma para atender às complexidades dessas turmas. Cada ano escolar ou turma tem sua especificidade. Também analisamos as exigências de cada turma, somando ao material disponibilizado pela SEMED”. A unidade possui 120 professores e 1.379 alunos matriculados.

A professora Gislene Furtado Bezerra, que leciona no 3º ano do Ensino Fundamental no período matutino e na educação infantil no vespertino, na escola comandada por Lucilene. “A formação é muito proveitosa devido aos temas abordados. São assuntos que trabalhamos no dia a dia para esclarecer dúvidas e resolver alguns desconfortos na nossa prática. Nunca faltei a uma trilha desde que entrei na escola, há dez anos”.

Marilin Monteiro Chaves dos Santos, professora da sala de recursos da escola Vanderlei Rosa. “Nesse primeiro momento da formação, discutimos estratégias diferenciadas para o público-alvo da educação especial. Isso ajuda os professores a conhecer e lidar com as diversidades dentro do nosso ambiente escolar”. Na unidade, há dois professores de educação especial e 18 assistentes, atendendo 72 alunos.

Na EMEI Carlos Nei da Silva, a diretora Geovana Zucarelli afirma que a formação ajuda no trabalho motivacional. “Estamos sempre focados no trabalho e parar um dia fortalece a equipe. Uma equipe unida sempre trabalha melhor”.

 

 

#pratodosverem A imagem de capa mostra os servidores em formação. A foto seguinte é  da sala mostrando alguns dos professores. A próxima foto é de Silvia. A próxima é de Lucimar. A foto seguinte é de Lucilene. As fotos seguintes são das professoras Gislene e Marilin. A última foto é da diretora Geovana. 

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas