segunda-feira, 17 de junho de 2024
Campo Grande
22°C

Rádio SOUCG

Drive-Thru da Reciclagem chega à 12ª edição com ações educativas e solidárias

A Prefeitura de Campo Grande, por meio do Fundo de Apoio à Comunidade (FAC), em parceria com a startup Du Bem Sustentável e colaboradores, lançou na quinta-feira (6) o 12º Drive-Thru da Reciclagem. O evento que vai até este sábado, 8 de junho, acontece das 9h às 18h. O foco da ação é conscientizar a população para o descarte correto dos resíduos e informar sobre práticas sustentáveis e reciclagem. Como na última edição, o evento acontece nos Altos da Avenida Afonso Pena, no estacionamento ao lado do Bioparque Pantanal.

O complexo montado para o evento também conta com ambiente destinado à captação de doações para a 8ª Campanha do Agasalho do Fundo de Apoio à Comunidade. Podem ser doadas peças de roupas, calçados e tudo que estiver em boas condições de uso. O material arrecadado será repassado às famílias em situação de vulnerabilidade social assistidas pelo FAC.

Os condutores podem entrar com o veículo e fazer o descarte correto sem descer do carro e, durante os três dias de evento, será possível descartar materiais como papel, papelão, plástico, garrafa pet, vidro, óleo de cozinha usado, sucata de aço, ferro, eletrônicos, tecido, banner, medicamento vencido, ração, acessório e medicamento para pet, além de lâmpada, pilha, bateria, entre outros.

O lixo eletrônico segue como o campeão de descarte no evento. O morador do Bairro Amambaí, Carlos Arakaki, 60 anos, aproveitou o 12º Drive-Thru da Reciclagem para destinar corretamente aparelhos de televisão que não estavam mais em uso em sua residência. “Essa já é a terceira vez que participo, e sempre separo os itens para descartar de forma certa, sem prejudicar o meio ambiente. Já fico de olho na programação do evento para comparecer e fazer a minha parte”, reiterou.

Durante a abertura oficial, a coordenadora-geral do Fundo de Apoio à Comunidade (FAC), Adir Diniz, enfatizou que em quatro anos, o Drive-Thru da Reciclagem já foi responsável por destinar corretamente 51 toneladas de resíduos, além de preservar 435 milhões de litros de água.

“Esse trabalho tem o objetivo de tornar Capo Grande uma cidade cada vez mais sustentável, para que a população tenha a consciência de que a preservação do meio ambiente tem que ser prioridade. Pequenas atitudes sustentáveis geram grandes mudanças no futuro”, disse.

No primeiro dia do evento, a programação contou ainda com a oficina do FAC de artesanato sustentável. Por volta de 30 alunas aprenderam como confeccionar um peso de porta com o reaproveitamento de retalhos de tecido jeans.

A aluna Vanessa da Silva Lima, 35 anos, moradora da Homex, afirmou que as pessoas estão cada vez mais preocupadas com a origem dos produtos e que o segmento de artigos sustentáveis se destaca. “Essa é uma ótima oportunidade para nós que já trabalhamos com produtos recicláveis gerarmos renda, ainda mais porque as peças sustentáveis têm grande saída no mercado. Já fiz alguns cursos no Fundo de Apoio à Comunidade, e sempre que tenho a chance, participo para aprender um novo ofício”, salientou Vanessa.

 

Educação na Prática

Durante a tarde, o evento contou com a participação de alunos da Rede Municipal de Ensino (REME) na Oficina de Descarte Adequado de Resíduos Sólidos, ministrada pelo engenheiro-agrônomo do FAC, Gilson Silveira. Ele destaca que, por meio da compostagem doméstica, é possível contribuir para a diminuição dos impactos do efeito estufa.

“A educação é a arma mais poderosa para mudar o mundo, e esse processo começa no trabalho com as crianças nas escolas. O FAC hoje promoveu aqui a educação ambiental, por meio da Oficina de Descarte Adequado de Resíduos Sólidos, como atividade promotora da diminuição de gases do efeito estufa, que acaba acarretando mudanças climáticas. Atualmente, mais de 50% do lixo produzido no país é orgânico e esse lixo descartado de forma errada contribui para o aumento de gases nocivos ao planeta, como o metano. Hoje as crianças puderam ver que é possível contribuir com o meio ambiente, por meio de uma compostagem doméstica, que pode facilmente ser implementada em qualquer residência”, disse.

O professor de ciências da Escola Municipal Pe. Heitor Castoldi, Elane de Lima, 47 anos, destacou que ao verem na prática como funciona o processo de cultivo de alimentos orgânicos e de compostagem, os alunos demonstram cada vez mais interesse pelas práticas sustentáveis. “Na horta escolar implementada em parceria com o FAC vemos que os estudantes já levam para casa o que aprenderam na escola, como mexer na terra e como utilizar os bens naturais. E o mais importante dessa parceria é mostrar aos alunos o que de fato é ser sustentável”, frisou Lima.

 

Atendimento

A população também contou com exames de mamografia ofertados gratuitamente ao longo do dia pela Caixa de Assistência dos Servidores de Mato Grosso do Sul (Cassems).

Laura Reis de Andrade, 51 anos, está a passeio em Campo Grande, e aproveitou o Drive-Thru da Reciclagem para cuidar da saúde. “Minha irmã me avisou e como eu faço o exame regularmente uma vez ao ano, aproveitei que estavam oferecendo aqui para me cuidar. Acho importante iniciativas assim para dar oportunidade para que as mulheres se cuidem”, destacou.

A embaixadora do “Lixo Zero” em Mato Grosso do Sul e gestora do evento, Ana Cristina Franzoloso, lembra que o Drive-Thru da Reciclagem tem mobilizado mais de 20 mil pessoas em todas as edições. “Por meio das ações aqui realizadas, já foi preservado um número significativo de litros de água, apenas com o descarte correto de óleo de cozinha usado e medicamentos vencidos. Quando cheguei e vi o número de mulheres na fila para o exame de mamografia, pude constatar que de fato, além do Drive gerar um grande impacto positivo no meio ambiente, está fazendo algo maravilhoso para a população”, frisou. O exame de mamografia será ofertado de forma gratuita nesta sexta-feira (7), das 9 às 18h.

Balanço

Durante o 11º Drive-Thru da Reciclagem realizado entre os dias 14 a 16 de março, foram captadas 8,8 toneladas de materiais, número superior às 5 toneladas recolhidas na 10º edição. Apenas na 11º edição do Drive-Thru da Reciclagem, 7,7 milhões de litros de água foram preservados com o descarte correto de 310 litros de óleo usado. Ao realizar o descarte certo de 101 quilos de fármacos, 45,4 milhões de litros de água foram preservados.

 

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Em 2017, Campo Grande aderiu a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas, subscrita pela República Federativa do Brasil, que visa promover mudanças positivas no mundo do futuro. Esses objetivos representam planos que todos os Estados-membros da ONU devem seguir para atingir algumas metas. Dentre elas destacam-se: erradicação da pobreza, promoção da prosperidade e bem-estar geral, proteção do meio ambiente e mitigação das mudanças climáticas.

A 12ª edição do Drive-Thru da Reciclagem contempla a meta 4 (Educação de qualidade: essencial a promoção de uma educação inclusiva, igualitária e baseada nos princípios de direitos humanos e desenvolvimento sustentável); a meta 5 (Igualdade de gênero); a meta 6 (Água potável e saneamento: assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todas e todos), meta 11 (Cidades e Comunidades Sustentáveis) e a meta 12 (Consumo e produção responsáveis: assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis).

Também será contemplada a meta 15, que tem como objetivo proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade. Ao todo, são 17 objetivos que compõem os ODS atualmente.

 

12° Drive-Thru da Reciclagem

Local: Estacionamento ao lado do Bioparque Pantanal, Altos da Avenida Afonso Pena
Data: 6 a 8 de junho
Horário: 9h às 18h
Informações: 2020-1361
Para mais informações: 2020-1361 ou pelas redes sociais do FAC @fac.pmc/ e do
Drive-Thru da Reciclagem @drivethrudareciclagem

#pratodosverem    Na matéria há seis fotos: 1) Corredor principal do Drive-Thru; 2) Senhor Carlos Arakaki (60) retirando um televisor de tubo do porta-malas do carro; 3) Vanessa da Silva Lima sorri e exibe o peso de porta que confeccionou durante a oficina que participou; 4) Equipe do FAC, professores e alunos da REME durante visita a um estande; 5) Laura Reis de Andrade (51) sorrindo em frente a unidade móvel de saúde; 6) Ana Cristina Franzoloso durante pronunciamento na abertura do Drive.

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas