quinta-feira, 23 de maio de 2024
Campo Grande
28°C

Rádio SOUCG

Satélite brasileiro mostra dimensão da tragédia no Rio Grande do Sul

O satélite brasileiro Amazonia 1, desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), capturou imagens impressionantes que revelam a extensão da devastação causada pelas enchentes no Rio Grande do Sul.

A área inundada, equivalente a 57% do território gaúcho, abrange as principais bacias hidrográficas do estado, como Jacuí, Caí e Taquari.

A imagem, capturada em 6 de maio, cobre uma área de 160 mil km² e mostra a inundação desde a região de Santa Maria até o litoral, abrangendo o noroeste do estado até a Lagoa dos Patos.

Satélite

O Amazonia 1, equipado com uma câmera de visão larga única no mundo, permite monitorar áreas de até 800 km de largura, auxiliando na identificação das áreas mais afetadas e no direcionamento dos esforços de resposta a desastres.

O INPE, em colaboração com a Carta Internacional Espaço e Grandes Desastres, disponibilizou mais de 800 imagens e 60 mapas para auxiliar na avaliação dos danos e no planejamento das ações de recuperação.

As imagens de satélite também permitem avaliar os impactos nas áreas plantadas, industriais e residenciais, auxiliando na identificação de silos de grãos e outras infraestruturas afetadas.

As imagens do desastre no Rio Grande do Sul estão disponíveis para consulta pública no site do INPE, oferecendo um retrato detalhado da dimensão da tragédia e da importância da tecnologia no monitoramento e resposta a desastres naturais.

Nasa também divulga imagens

A NASA divulgou recentemente imagens de satélite que expõem a magnitude da devastação causada pelas enchentes em Porto Alegre.

As fotos comparativas, uma capturada em 6 de maio, durante o pico da inundação, e outra em 20 de abril, antes das chuvas torrenciais, ilustram a transformação radical da paisagem urbana.

Grandes extensões da capital gaúcha aparecem submersas, incluindo pontos de referência como o Aeroporto Salgado Filho e os estádios do Grêmio e do Internacional. O transbordamento do rio Jacuí e da Lagoa dos Patos é evidente nas imagens, evidenciando o alcance da tragédia que já resultou em mais de 147 mortes e centenas de desaparecidos.



Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas