sexta-feira, 24 de maio de 2024
Campo Grande
20°C

Rádio SOUCG

Preços da soja estão subindo no Brasil? Veja cotações

Chicago registrou tendência de alta durante a maior parte do dia e, apesar do dólar operar dentro de margens estreitas, também apresentou ganhos durante a sessão de negociações.

Preços da saca de soja

  • Em Passo Fundo (RS): R$ 125,50
  • Região das Missões: R$ 124,50
  • Porto de Rio Grande: R$ 135,50
  • Cascavel, Paraná: R$ 130
  • Porto de Paranaguá (PR): R$ 136
  • Rondonópolis (MT): R$ 121
  • Dourados (MS): R$ 119,50
  • Rio Verde (GO): R$ 120

Chicago

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) encerraram a segunda-feira com preços mais altos. O forte desempenho do trigo – alta de mais de 3% devido às temperaturas baixas na Rússia – e as preocupações com o potencial produtivo da soja gaúcha por conta das inundações asseguraram a alta.

As altas, no entanto, foram limitadas pelos dados baixistas divulgados na sexta pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), apontando um quadro de aumento da oferta americana acima do que o mercado esperava em 2024/25.

As inspeções de exportação norte-americana de soja chegaram a 406.052 toneladas na semana encerrada no dia 9 de maio, conforme relatório semanal divulgado pelo USDA. Na semana anterior, as inspeções de exportação de soja haviam atingido 358.082 toneladas.

Às 17h, o mercado aguarda os dados do USDA sobre a evolução do plantio na safra nova americana. Até agora, o plantio está ocorrendo sem grandes problemas.

Os contratos de soja para entrega em julho fecharam com um aumento de 0,50 centavos de dólar, ou 0,04%, a US$ 12,19 1/2 por bushel. A posição de agosto teve cotação de US$ 12,23 1/2 por bushel, com um ganho de 3,00 centavos ou 0,24%.

Nos subprodutos, a posição de julho do farelo fechou com baixa de US$ 5,40 ou 1,45% a US$ 366,50 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em julho fecharam a 45,15 centavos de dólar, representando um aumento de 0,71 centavos ou 1,59%.

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas