quinta-feira, 23 de maio de 2024
Campo Grande
28°C

Rádio SOUCG

Montadora chinesa lança picape híbrida e tem planos para o agro brasileiro

A busca pela sustentabilidade é algo cada vez mais presente no agronegócio. Não só na formação das lavouras, mas também nas máquinas que são utilizadas pelos produtores.

De olho nesse público consumidor, uma montadora chinesa lançou nesta terça-feira (14), no México, a primeira picape híbrida disponível para o mercado brasileiro.

Picape chinesa

A picape foi batizada de Shark, ou tubarão em inglês, porque traz no seu design a inspiração agressiva do predador do mar.

O veículo tem 5,45 metros de comprimento, faróis full LED, rodas aro 18 e capacidade de caçamba para 1.450 litros.

O motor tem 430 cavalos e atinge 100 km/h em apenas 5,7 segundos. Movido tanto a gasolina como a eletricidade, promete uma autonomia de 840 km, sendo 100 km exclusivamente com as baterias.

Segundo a montadora chinesa, que é a maior fabricante de carros híbridos do mundo, a primeira picape híbrida no Brasil estará disponível no segundo semestre, mas ainda não revelou o preço. A BYD já trabalha em uma nova versão que substitui a gasolina pelo etanol.

No Brasil, os SUVs, ou utilitários esportivos, grupo em que estão inseridas as picapes, representam quase a metade (45,49%) dos veículos emplacados no Brasil em 2023.

No caso dessa picape chinesa, além de ser um carro forte e robusto para enfrentar o off-road, ou fora de estrada, ela tem uma tecnologia embarcada que garante conforto e segurança: bancos largos, bem acabados e que podem ser aquecidos, uma câmera panorâmica de 360 graus que permite ao condutor observar os arredores e a parte inferior do veículo, facilitando a seleção da melhor rota durante a condução off-road, sensores dianteiros com alerta de colisão, painel multimídia com comando de voz para selecionar o tipo de terreno, regulagem da suspensão, controle do som, ar-condicionado e GPS.

O veículo pode ser ligado pelo smartphone, sem necessidade de uma chave física. Ah, tem até microfones para karaokê!

Sustentabilidade

A busca pela sustentabilidade é algo cada vez mais presente no agro. Não só na formação das lavouras, mas também nas máquinas que são utilizadas pelos produtores.

Na última edição da Agrishow em Ribeirão Preto, o público pôde conhecer o primeiro trator 100% elétrico do mundo e um outro movido a biometano. Nos últimos três anos, a procura por veículos elétricos ou híbridos vem aumentando no Brasil.

Em 2020 foram 19.700 unidades vendidas, em 2021, 35 mil, em 2022, 49.200 e em 2023, 88.900. Para 2024, a previsão é de 142 mil.

Mesmo assim, ainda representam menos de 1% do mercado automobilístico brasileiro. Para que o crescimento seja mais rápido, é preciso que haja uma política nacional de eletromobilidade para incentivar a transição do veículo a combustão para o elétrico.

*Jornalista viajou à convite da BYD.

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas