sexta-feira, 21 de junho de 2024
Campo Grande
22°C

Rádio SOUCG

  • ThePlus Audio

Estado compra um milhão de litros de leite por mês de agricultores familiares

O governo de Alagoas, através da Secretaria de Estado da Agricultura e Pecuária (Seagri), realiza a compra de aproximadamente um milhão de litros de leite por mês de 2,5 mil agricultores familiares, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), em convênio firmado com o Ministério do Desenvolvimento, Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS).

Em Alagoas, o programa roda com o Leite do Coração, que fortalece as cadeias produtivas por meio da geração de renda para o produtor familiar, auxiliando o escoamento da produção.

No povoado Baixas, em Jacaré dos Homens, Gilson Silva de Melo acredita que o programa valoriza seu trabalho no campo. “Somos aqui primos e sobrinhos trabalhando todos os dias. Tiramos uma média de 500 litros de leite daqui. Depois do trabalho da minha família na nossa terra, o leite vai para as cooperativas e, no final, chega às escolas e na casa de outras famílias”, afirma.

Preço

O valor de compra do leite junto aos agricultores familiares é acima da média do mercado, de acordo com o governo de Alagoas. O leite de vaca, por exemplo, é comprado a R$ 2,41/litro. Segundo o Sindicato das Indústrias de Laticínio de Alagoas (Sileal), o valor médio de compra do leite em 2023 foi de R$ 2,21 e em 2024 ele está ainda menor, custando R$ 2,18.

Além da aquisição do leite, também são aportados mais R$ 1,14 por litro para o beneficiamento do produto nas indústrias de laticínio. Atualmente, o programa paga (pela aquisição e beneficiamento), R$ 3,55 para o leite de vaca e R$ 4,34 para o leite de cabra, por litro.

A secretária de Agricultura e Pecuária de Alagoas, Aline Rodrigues, ressalta que em 2023 foram investidos quase R$ 60 milhões, entre recursos dos governo federal e estadual, para o funcionamento do programa.

“O Programa Leite do Coração roda o ano inteiro porque investimos recursos para que produtores de leite e beneficiários continuem recebendo. Em 2023, o estado aplicou mais de R$ 30 milhões em recursos para a manutenção desse programa, que é tão importante para manter os produtores produzindo e as famílias tendo acesso a um alimento de qualidade e rico em nutrientes”, afirma Aline Rodrigues.


Saiba em primeira mão informações sobre agricultura, pecuária, economia e previsão do tempo. Siga o Canal Rural no Google News.

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas