terça-feira, 28 de maio de 2024
Campo Grande
11°C

Rádio SOUCG

Empresário abandona carreira na cidade grande para produzir iogurte no campo

Ricardo Sampaio Pinto era empresário em Belo Horizonte, mas mudou sua rota profissional após os negócios na capital mineira não darem certo.

Devido à falta de perspectiva de melhorias na indústria de produtos plásticos, a família decidiu morar no interior e foi viver em São Sebastião do Oeste, na região centro-oeste de Minas Gerais, onde tinha uma casa de campo.

Ricardo Sampaio encontrou no campo uma oportunidade para desenvolver um novo negócio. Aventurou-se em várias possibilidades, entre elas a criação de gado de corte, comercialização de leite e produção de queijo. Mas nenhuma proporcionou o resultado esperado.

Para aproveitar o leite que retirava do gado, ele teve a ideia de iniciar a fabricação de iogurte. A orientação da Emater-MG (empresa vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura de Minas Gerais) foi fundamental para a construção e, posteriormente, a regularização da agroindústria.

A coordenadora regional de bem-estar social da Emater-MG em Divinópolis, Andreia Faria Moraes, conta que tem dado suporte ao produtor, desde o início da jornada dele na área. Ela destaca a importância de ter um produto regularizado para aumentar as vendas

“Procure registrar no órgão estadual para ampliar o mercado. O iogurte é um produto interessante, pois aproveita todo o leite, além de ter boa aceitação no mercado, proporcionando melhoria de renda”, finaliza.

Selo

Em 2022, a agroindústria do produtor obteve o selo do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). Com este selo, o produtor conseguiu um aumento nas vendas, que inclusive é realizada para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Segundo Ricardo, a produção ainda é pequena, aproximadamente 700 litros de iogurte por semana. Para dar conta da demanda, ele conta com a ajuda dos dois filhos.

O produtor ressalta que o diferencial dos seus produtos são os ingredientes. “Utilizamos apenas leite aqui da fazenda, fermento lácteo, açúcar e sabor, não usamos conservantes. É um produto saboroso, que atende nutricionalmente a demanda das escolas”, diz. Com o negócio dando certo, o produtor já pretende diversificar a produção da agroindústria, com a fabricação de manteiga.


Saiba em primeira mão informações sobre agricultura, pecuária, economia e previsão do tempo. Siga o Canal Rural no Google News.

Fonte

Enquete

O que falta para o centro de Campo Grande ter mais movimento?

Últimas