Nesta segunda-feira, 17 de maio, foi inaugurado o “Sesc Sabor e Arte”, espaço que reúne sustentabilidade, cultura e alimentação saudável, tudo isso acessível ao público. Além de preservar o cardápio cautelosamente elaborado pela equipe de nutricionistas, agora o restaurante conta com galeria de arte e uma área de compostagem e horta, onde haverá cursos gratuitos. A inauguração contou com a participação do prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad.

A composteira elétrica, que opera a 300 graus Celsius, permitirá a transformação diária de 100 quilos de resíduos orgânicos provenientes do restaurante em adubo e a água vai para o reuso.

A diretora regional do Sesc MS, Regina Ferro, relembrou que o prédio do Sesc Camillo Boni foi concebido em 1969 e desde então passou por cinco reformas. Durante a pandemia, no período em que pôde funcionar, adaptou a oferta de refeições para o Sesc Morada dos Baís, quando foram servidas 28.426 refeições de maio a dezembro. “Mudamos a forma de servir e passamos a ofertar pratos executivos. Inserimos pela primeira vez o sistema delivery no restaurante Sesc. Tudo para manter a segurança dos nossos clientes”.

A obra foi dividida em três etapas, primeiro no saguão, onde estão réplicas de obras do artista plástica prata da casa Ilton Silva (destacando que peças originais podem ser visitadas no Sesc Cultura). A área de serviço também foi ampliada garantindo mais funcionalidade no preparo dos alimentos que é feito da forma mais natural possível, atendendo também as normas de biossegurança; por último, na área externa foi instalada a horta e a composteira. “Ainda lembramos que somos um dos chamados ecopontos, para reciclagem do óleo saturado, esponja de fibraço e material reciclável”, enfatizou Regina. Também destacou a importância de seguir com o fornecimento de alimentação equilibrada a preço acessível, R$ 3,49 cada 100 gramas, para o trabalhador do Comércio.

O presidente do Sistema Fecomércio, Edison Araújo, destacou que o momento é desafiador, que, conforme dados da Abrasel/MS no Estado existem hoje 6.746 estabelecimentos ligados ao ramo da alimentação, todos sofrendo grave crise em função das medidas de restrição adotadas para conter a pandemia. “Esse número é 3% menor que no ano anterior, uma vez que muitas empresas foram extintas durante a pandemia. Desde o início do processo, a Federação do Comércio e Turismo de Mato Grosso do Sul lutamos pelos direitos dos empresários e buscamos as melhores estratégias e parcerias. Logo mais à noite estaremos em evento para tratar das demandas dos segmentos econômicos mais afetados pela pandemia. Queremos encontrar alternativas seguras e responsáveis para a retomada da atividade econômica para os bares e restaurantes, setores mais atingidos pelas restrições sanitárias”.

Edson Araújo ressalta que mesmo neste cenário, o Sesc MS aposta no desenvolvimento local e investe na infraestrutura da área esportiva do Sesc Camillo Boni, como a piscina que será entregue no início de 2022 e R$ 1 milhão no restaurante. “Para melhor atender o empresário, o trabalhador, preservando o nosso planeta com ações sustentáveis”. Lembrou que em 1969 o Sesc MS inaugurava seu primeiro restaurante, neste mesmo prédio, completando mais de cinco décadas atendendo o comerciário e seus dependentes.

Serviço –  O Sesc Sabor e Arte fica na Avenida Afonso Pena, 3469. Siga nas redes sociais @sescsaborearte e Facebook/SescRestauranteAfonsoPena. Mais informações pelo telefone (67) 3311-4300. O cardápio diário pode ser consultado no site sesc.ms/index.php/cardapio/.

Deixe seu Comentário